domingo, julho 02, 2006

"...STOP BREATHING IF I DON'T SEE YOU ANYMORE..."
Nickelback em Far Away





E o dia amanhece de sol, vestido de festa, como se eu fosse te encontrar. E tudo brilha, como que você tivesse passado por aqui. E meu peito chora, feito aqueles que nunca mais vão se ver. E minha voz falha, já nem sei mais com quem gritar.
Meus olhos atravessam espaços, como se pudessem te ver, fixam naquele ponto em que você não está, mas você devia chegar, rapaz... Devia ter vindo ver meu pranto secar, sozinho. Devia ter assistido a cura da ferida, fechada. A cicatrização do meu peito, morto. De saudades, de desejo, de desesperança, sei lá! Morto em vida pelo punhal que seu olhar atirou naquele instante de dúvida, alma lavada pelas lágrimas de raiva, dilacerada pela explosão de indignação que se apossou de mim.
O sol se vai, como quem foge do frio que a noite carrega, como quem encontra aconchego num colo qualquer. O sol vai, pra onde eu não posso ir.




playlist

1 - Crazy Little Thing Called Love (Queen)
2 - I Guess That's Why The Call It The Blues (Elthon John)
3 - Empty Garden (Elthon John)
4 - I Can't Stop Loving You (Phil Collins)
5 - Sweet Dreams (Eurythmics)





*all the way*

3 comentários:

André Luiz Viannay disse...

pode sim!
tanto colo querenco aconchegar alguém!
bjs

Lubi disse...

Ai, ai. O que falar de vc?

Tiago disse...

O sol pode até ir, mas ele sempre volta e sempre estará de volta para aquecer e iluminar pessoas maravilhosas como você, querida amiga!

ADOROTE

Felicidades e força sempre!!!
Beijos...