terça-feira, fevereiro 28, 2006

Mais que isso.

"...MAS É CARNAVAL, NÃO ME DIGA MAIS QUEM É VOCÊ. AMANHÃ TUDO VOLTA AO NORMAL, DEIXA A FESTA ACABAR, DEIXA O BARCO CORRER..."
Chico Buarque em Noite Dos Mascarados




Não tira a máscara,
Deixa eu te ter assim.
Deixa o encanto ficar,
Deixa esse dia acabar,
Que nós vamos ser, sim,
Tudo o que você quer de mim.
Esquece o que foi
E não importa depois,
Já que eu não vou saber.
Já que, daqui, você vai correr
E vai voltar pra vida que te tem,
Pro nada que você possui.
Deixa estar, eu não quero te conhecer,
Não quero morrer de amor
E ver a mágica fenecer.
Te olhar pelas costas
Indo pra onde eu não sei,
Ficando onde não vou estar
No lugar que nem é teu.
Na sombra que te tragou,
Que te faz conformar,
Você vai afundar
E eu não quero ter parte.
Não vou abusar da sorte.
Então, não me descobre a face,
Que eu não te olho nos olhos
Só me consome, nesse instante
Que a cada momento parece mais distante
A chance de sair com viço,
De esquecer o compromisso
E de te tocar por cima, só.
A tentação é grande
E os caminhos não se cruzam em vão
Consuma nosso ato
Me deixa fraca, nesse nosso hiato
E me deixa só, com meu coração.





*mas é carnaval...*

3 comentários:

Artemis disse...

Nota mental:

Descobrir pq as porras dos meus insights só aparecem séculos depois da merda feita!

Cassita disse...

Lindo!
Musicalmente lindo!
Se eu soubesse compor, certamente faria uma música para essa jóia tilintar pelo tempo.

b-joa

André Luiz Viannay disse...

coisa linda, menina!!!
q sambinha gostoso rolou aki na minha cabecinha boba de amante do carnaval!!!

:)
beijo!